Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Prêmio Professores do Brasil


Prêmio Professores do Brasil chegou em sua 6ª edição, com o objetivo de reconhecer e valorizar educadores brasileiros que contribuem de forma relevante para a qualidade da educação básica no País. A iniciativa doMinistério da Educação – MEC, em parceria com instituições como o Instituto Votorantim, premia professores da rede pública de ensino que desenvolveram bons projetos pedagógicos em suas escolas. O regulamento será divulgado semana que vem.
A edição de 2012 traz novidades como a mudança nas categorias. “Agora temos duas categorias: Temas Livres e Temas Específicos”, explicou a coordenadora daCoordenação Geral de Tecnologias para Educação – COGETEC do MEC, Flávia de Oliveira Silva.
A categoria Temas Livres já existia até a edição passada. “O professor pode apresentar qualquer projeto em qualquer área de atuação”, disse Flávia. A novidade está na categoria Temas Específicos. “Essa é dividida em quatro subcategorias: educação integral e integrada, ciências para os anos iniciais, alfabetização para os anos iniciais do ensino fundamental e educação digital articulada ao desenvolvimento do currículo. O professor deve observar se  o trabalho se encaixa em uma dessas quatro opções”, alertou a coordenadora.
A mudança está relacionada às diretrizes traçadas pelo MEC para a educação no ano de 2012. “Decidimos inserir as políticas que estão sendo trabalhadas pelo Ministério no Prêmio. Dessa forma, os professores desenvolverão seus projetos de ensino em conjunto com o MEC”, afirmou Flávia.
Premiação
Entre as mudanças previstas para esta edição, está a revisão do prêmio para os professores vencedores, que passou de R$ 5 mil para R$ 7 mil. “O prêmio para a escola também sofreu alterações. Agora, a instituição não ganha mais equipamento, ela recebe uma placa comemorativa dizendo que ali trabalha um professor premiado”, explicou Flávia. Serão premiados 40 professores em todas as regiões do País.
Inscrição
O prazo para inscrição começa no dia 1º de outubro e vai até o dia 27 do mesmo mês. “Nesse ano, estamos trabalhando para facilitar o preenchimento dos formulários. Nós revemos a ficha do ano passado e estamos fazendo algumas alterações, facilitando a participação dos professores no concurso”, explicou Flávia. Por isso, o MEC estima que o número de participantes nesse ano dobre em relação ao ano passado (1600 inscritos).
TV Escola
Após a premiação, os professores vencedores serão convidados a participar de dois programas da TV Escola, o canal de Educação do MEC. “Os programas Sala de Professores e Salto para o Futuro farão edições especiais com alguns professores premiados. Dessa forma, eles poderão dividir suas experiências e contar sobre os seus projetos”, disse Flávia.
Facebook
Além de participação nos programas da TV Escola, os vencedores serão convidados a desenvolver um vídeo de até dois minutos explicando sua iniciativa dentro da escola. “Os vídeos serão postados na página doFacebook do MEC. O educador que tiver mais “curtir” no seu vídeo ganhará um prêmio extra que ainda não foi definido”, explicou a coordenadora. A ideia é estimular o professor por meio das novas mídias.
Além do Instituto Votorantim, também são patrocinadores do prêmio a Fundação SM, a Intel e aAssociação Brasileira de Editores de Livros Escolares – Abrelivros. O prêmio conta, ainda, com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consed, da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – UNESCO e da Organização dos Estados Ibero-Americanos – OEI.


Nenhum comentário:

Postar um comentário