Rio -  A Prefeitura do Rio lança hoje no Diário Oficial o programa “Líderes Cariocas” que vai capacitar os servidores municipais para assumirem cargos estratégicos, e até mesmo assumirem o posto de secretário ou subsecretário. A medida prevê que o funcionário poderá atuar como liderança do setor ou órgão em que ele é lotado. Os aprovados no curso que será oferecido terão salário diferenciado.
Foto: André Mourão / Agência O Dia
Foto: André Mourão / Agência O Dia
Para todos os casos, os servidores terão um adicional em seus vencimentos. Ainda está em estudo o valor a mais e o como será pago.

“Os alunos serão avaliados a cada seis meses e indicados a promoções. Eles serão preparados para ocupar cargos-chave na Prefeitura do Rio. Formarão um banco de talentos. É um trabalho inédito no setor público”, explica o secretário-chefe da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho Teixeira.

A Fundação João Goulart será a responsável pela orientação do programa. A primeira triagem terá mil servidores e, em seguida, serão selecionadas 200 pessoas que vão formar o primeiro grupo ainda este mês. Poderão se inscrever funcionários concursados ou comissionados de todas as carreiras, como médicos, engenheiros, professores, guardas municipais e fiscais.

A inscrição será feita pela Internet, em espaço que será divulgado no www.rio.rj.gov.br. Do total de participantes, 80% serão escolhidos no portal. Os 20% restantes poderão ser indicados por secretários, o que não significa que o servidor está apto a fazer o curso.

Exemplos no setor privado que serão implementados no município

O decreto publicado hoje no Diário Oficial apresenta as regras do plano, que é uma parceria entre a Secretaria Municipal da Casa Civil, Hay Group e do Coppead/UFRJ. A proposta da pasta é implementar na prefeitura práticas de sucesso do setor privado e aplicar no executivo práticas internacionais na gestão de pessoas e encontrar talentos entre os servidores. A secretaria apontou ainda que o projeto foi utilizado em planos de carreira de empresas como Coca-Cola, Ambev, IBM, TAM, entre outras.